.

Link-me!


Segunda-feira, 28 de Junho de 2010

Capitulo 3 "Belive"

-É simples… Havemos nós e existem outros, aqueles inspirados nas histórias ou as histórias inspiradas neles! Mas, o que eu digo… Pode ser efeito dos cromossomas ou genes! Eles podem ter mais de vampiro e nós mais de humano… Perceberam?

-Mais ou menos – Respondi.

-Eu acho que fiquei com uma ideia… - Disse Dean.

-Isso explica muita coisa, mas… E os outros vampiros… o que se passa? – Perguntou Sam.

-Estão a criar um exército de recém-nascidos para, provavelmente, atacarem o Volturi. – Declarou Alice.

-Quem? – Questionou-se Dean.

O Carlisle explicou-lhes tudo, toda a história sobre o que eles era, o que faziam… E depois eles acabaram por ficar cá.

_Alice On_

Estava no canto da sala a conversar com um dos humanos, Sam, enquanto Dean e Carlisle falavam e o resto estava a ver T.V., tirando Edward que tinha ido ter com Bella.

-Então, a vida de vampiro é boa? – Perguntou-me na brincadeira.

-Pode-se dizer que sim, mas tem coisas más…

Ele assentiu com a cabeça para que eu continuasse e assim fiz.

-Há 2anos tivemos mais problemas com os tais Volturi, eles vieram até cá mas dessa vez não conseguimos parar uma luta… O problema é que houve perdas… - Respirei fundo, não que precisasse, só para coragem. – O Jasper e o Emmett morreram… Eles eram o meu companheiro e o companheiro da Rose, respectivamente.

-Lamento muito…

-Não é preciso, isto com os séculos passa!

Ele fez uma cara pensativa e eu não me consegui reter:

-Já tives-te este tipo de problemas?

-Já me apaixonei por “uma demónia”, mas nada de especial.

Wow, ele era tão querido… Alice Cullen, para de pensar nisso! Reparei no Edward a olhar para mim, grhh… Nestes momentos gostava de ter o mesmo poder da Bella! Uff… Mas pela primeira fez em quase um século pensei num homem de forma diferente que não fosse o Jasper, soube bem… Era como se a dor no meu peito atenuasse…

-Sam… - Chamou Dean.

-Vou ali e já venho.

-Até já… - Respondi-lhe.

_Dean On_

-Mas que raio é que te passou pela cabeça, meu? – Perguntei-lhe, agarrando-o.

-Ah?

-Não te faças de desentendido! Estavas todo contentinho com a pequenina! – Resmunguei.

- Qual é o mal de conversar com ela?

-Olha, eu sei que eles são muito parecidos com humanos, mas são vampiros! Não te chegou a Ruby?

-Isto não tem nada a ver com a Ruby! – Disse, empurrando o meu braço, que ainda agarrava o dele.

-Não? O que é que elas têm em comum? Não me lembro! Ah, já sei, são seres sobrenaturais!

-Não é igual!

-Dizias o mesmo da Ruby e o que é que deu?

-Vais-me atirar isso à cara todos os dias? – Perguntou virando-se de costas.

-Não! – Puxei-o de volta. – Só quando fazes porcaria.

-Lá porque tinhas razão com a Ruby não quer dizer que tenhas com a Alice.

-E o que sabes sobre ela que te prove que ela não quer o mal.

-Eu acredito nela sabes… estou-me a dar bem com ela! Deixa-me viver, Dean. Já não sou mais o bebé que salvas-te quando a mãe morreu.

Desta vez deixei-o ir, ele já não confiava em mim como irmão… Aquilo doía, estava a voltar ao mesmo que se passou com a Ruby…Ele prefere ficar com as amiguinhas do que comigo, por favor, eu sou irmão dele, só quero o bem dele!

Sempre o tratei como mais que um irmão, como um filho… Ele pagava assim, já era um hábito. Naquele momento só me apetecia sair de lá, deixa-lo com as sanguessugas e pôr-me a andar dali, ir caçar sozinho, como já não fazia há anos.

Senti um dos vampiros a rir-se, o leitor de mentes, ou Edward, tinha acabado de chegar com uma outra vampira mais baixa e com o cabelo castanho-escuro pelo meio das costas e uma vampira com cerca de 15/16 anos, com cabelo castanho claro que eles protegiam como filha. Elas foram ter com os outros enquanto ele se deslocou até mim.

-Que foi? – Perguntei-lhe.

-Tens a mesma interpretação de nós que os lobisomens e não te preocupes com o Sam, ele não te vai trocar pela Alice.

-É bom saber… E desculpa aquilo das sanguessugas…

-Não faz mal, como eu disse os lobisomens tratam-nos da mesma maneira e a minha filha namora com um deles, por isso…

-A tua filha?

-Sim, a Renesmee, aquela ali, à beira da Esme.

-É tua filha? Mas os vampiros podem?

-Sim, as vampiras não mas os vampiros sim…

-Quem é a mãe?

-A Bella, que também entrou comigo.

-Mas ela é vampira!

-Sim, mas ela era humana quando engravidou, só se tornou vampira durante o parto, porque se não ela morria… - Disse sorrindo.

-Então já a conhecias como humana?

-Sim, namorei quase 2anos com ela como humana…

-E aguentas-te?

-Sim, o amor vence tudo!

Naquele momento, por incrível que parecesse, eu acreditava na sua rejeição ao sangue humano e que aqueles vampiros apenas tinham aspecto de vampiros e não o eram mentalmente e, sim, talvez o Sam tivesse razão quanto à Alice e o resto da família…

estou: Ignorance - McFly

publicado por Anaa.j às 23:06
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


.


. ver perfil

. adiciona-me como amigo

. 16 seguidores

.

 

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.

. Blog Fechado

. Capitulo 4 "Plan"

. Capitulo 3 "Belive"

. Capitulo 2 "Stories"

. Capitulo 1 "Meeting"

. Prefácio "Hunt"

. Nova História

. Capitulo 17 - Ultimo (Par...

. Capitulo 17 - Ultimo (Par...

. Capitulo 17 - Ultimo (Par...

.

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008